O Município: Histórico | Localização | Hospedagem | Gastronomia | Pontos Turísticos | Legislação
 

Festival reúne dança, culinária e artesanato marajoara.

A Estação das Docas traz para Belém um mix de história e cultura da ilha do Marajó. Doze grupos folclóricos, originários de municípios que compõem o arquipélago, apresentarão suas coreografias inspiradas no imaginário do homem marajoara, no I Festival da Cultura Marajoara na Estação das Docas, que se estende até o dia 26, no Anfiteatro do Forte de São Pedro Nolasco, a partir das 19h. Além dos espetáculos de dança, a programação conta com exposição e venda de artesanato e culinária da região.

No primeiro dia da expressão marajoara na Estação, as atrações são os grupos Nuaruaques, de Ponta de Pedras, e Feitiço Marajoara, do município de Curralinho. O Grupo de Expressões Folclóricas Nuaruaques foi criado em 1991 com o objetivo de manter, resgatar, expandir e valorizar a cultura do Marajó. Aos aruaques, indígenas antigos habitantes da região, reuniram-se, posteriormente, os negros, que contribuiriam na formação do homem marajoara e na variedade das manifestações nativas e populares, rica em lendas, mitos, canções, comidas e danças folclóricas. O grupo é originário da antiga Vila Itaguary, hoje Ponta de Pedras, e seu nome origina-se da junção de três palavras: NU (meu), ARU (comedor) e UAQUE (farinha),‘meu comedor de farinha’. Hoje, com trinta e oito integrantes, entre músicos e dançarinos, apresenta uma variação de 23 danças típicas tais como a Marajoara, Pescador, Chula, Vaqueiro, Lundu, Carimbó, Siriá, todas coreografadas pelo antropólogo Gilson Sobreiro.

O segundo grupo a se apresentar na abertura do Festival será o Grupo Cultural Feitiço Marajoara, criado em 1994, com o objetivo de desenvolver o imaginário popular marajoara, amazônida e brasileiro, retratando o dia-a-dia da região através da arte e fazer conhecer o folclore como elemento fundamental no desenvolvimento intelecto-social do ser humano. Hoje o grupo conta com 30 jovens e adolescentes e tem como coordenação atual Antonio Nogueira, Elton Silva, Jaide Silva, Mônica Costa e Alcione Silva. O Feitiço Marajoara também desenvolve ações esportivas e teatrais.

O artesanato extraído da natureza da Ilha do Marajó também estará exposto no I Festival da Cultura Marajoara na Estação das Docas. Artefatos feitos em couro, palha de coco, cuia, tala de jupati, tururi e a tradicional cerâmica marajoara poderão ser encontrados durante todo o evento, no Mezanino do Boulevard da Gastronomia, junto às comidas típicas da região, como os derivados do leite de búfala (queijo, doce de leite, manteiga), além de licores e sucos de frutas regionais.

“Esta é a segunda atividade que realizamos com foco nas expressões culturais de um ponto específico do Estado. Em março deste ano, promovemos o I Festival de Carimbó de Marapanim na Estação das Docas, que foi sucesso total de público, o mesmo que esperamos para o Festival da Cultura Marajoara”, conta José Maria Vilhena, gerente cultural da Estação das Docas. CONFIRA A PROGRAMAÇÃO Dia 22 (segunda)
19h - Nuaruaques - Ponta de Pedras
20h30 - Grupo Feitiço Marajoara - Curralinho

Dia 23 (terça)
19h – Cruzeirinho - Soure
20h30 - Eco Marajoara - Soure

Dia 24 (quarta)
19h - Acauã - Cachoeira do Arari
20h30 - Raízes da Terra - Salvaterra

Dia 25 (quinta)
19h - Muanãs - Muaná
20h30 - Grupo Luar de Bagre – município de Bagre

Dia 26 (sexta)
19h - Arte Mar - São Sebastião da Boa Vista
20h30 - Papamanga - São Sebastião da Boa Vista
Pça. Tomáz Pereira , 1 - Cep 59395 - 000 Tel. (84) 3488 - 2478 | Logar no Portal | Webmail